domingo, 26 de novembro de 2006

Veneno Antimonotonia

Veneno antimonotonia é o nome de um livro que reúne os "melhores poemas contra o tédio". Foi a melhor compra que fiz nas últimas semanas.

"Todo poema é, por princípio, um veneno antimonotonia". (Eucanaã Ferraz)

Não tenho a pretensão de escrever poemas. Comecei a me interessar pelo assunto quando, por acaso, li um livro do Mário Quintana chamado Canções. Simplesmente maravilhoso, desentediante, inspirador.

A poesia quebra a rotina dos textos estáticos; acaba com a monotonia do pensamento enferrujado.

Nenhum comentário: