sábado, 26 de setembro de 2009

De repente, 30

Quer dizer, nem tão de repente assim...

Nunca acreditei muito naquela história de crise da idade. Afinal, que grande diferença poderia haver entre um ano e outro, entre ter 20 ou 21, 25 ou 26... Mas agora, chegando nos 30, estou mudando de opinião.
É engraçado. Não sei explicar ao certo o que tem mudado nesses meses que antecedem os 30, mas algo está diferente.
Mais do que o cabelo ou o estilo das roupas - mais sóbrias -, tem havido uma mudança mais profunda e efetiva. Na maneira de ver a vida, de encarar os trabalhos, menos paciência para discussões fúteis, mais tolerância com as diferenças, tento ouvir mais e falar menos, tenho me policiado quanto as críticas que faço - e que recebo.
Pendências antigas e recorrentes foram resolvidas.
Quando eu tinha 18 anos, imaginava que com 30 já estaria casada, com filhos, num emprego burocrático qualquer, lavando, passando...
Ufa! Ainda bem que não foi assim. Viajei mais, namorei mais, tomei porres homéricos, tive empregos mais divertidos, terminei a faculdade, fiquei pra titia. Graças a Deus! O Lelê é a paixão da minha vida e, o melhor, é que tia fica só com a parte boa. Quando dá problema, a gente devolve pra mãe, né.

Chego aos 30 com menos amigos - só os verdadeiros ficaram. Mas chego com um companheiro - que também é amigo, cúmplice, meio maluco, mas que me diverte e, hoje, me faz rir.
Vou entrar na idade de Balzac redefinida, mais resolvida, zerada.
Os 22 dias "fora do ar" no começo deste ano me ensinaram a viver um dia de cada vez. Em menos de um minuto, tudo pode mudar. Por isso, nada de expectativas exageradas, nada de conclusões precipitadas, nada de exercícios futuristas. De concreto, só o hoje. Aprendi que serenidade é muito melhor do que euforia.
Garanto pra vocês que é melhor assim.

5 comentários:

Mora disse...

Parabéns, amiga!
Desculpe o atraso.
Beijo.
Mora

Carol Rocha disse...

Oi, Mora!!
Ainda não fiz 30... antecipei as reflexões. rs

Meu aniversário é em 6/12. Se rolar uma comemoração - e é provável que role -, é claro que vou te convidar!!

beijo!!!

Mora disse...

Putz, fui tapeado!!
E paguei um mico daqueles... rs
Bom, se eu me esquecer do seu níver, vc não vai poder dizer que não te dei os parabéns... rs
E para de sofrer por antecipação, vc nem é uma balzaca ainda. Você tem ideia o que chegar aos 40, então.
Beijo

Carol Rocha disse...

Ah, meu... para com isso! Crise de idade é coisa de mulher. hehehehe

Esqueci de dizer que chego aos 30 com carinha de 20... rs

Mora disse...

Eu diria que chega com uma carinha linda, independentemente da idade. E minha crise não é de idade, não... É existencial mesmo... rs
Beijos