quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Um Coração Palestino

Hoje, pela terceira vez, assisti ao documentário "Um Coração Palestino", exibido pelo canal GNT.

O vídeo mostra os conflitos religiosos que surgem quando um pai palestino decide doar os órgãos do filho de 12 anos para crianças israelenses.

Em 2005, Ahmad Khatib foi atingido por armas de soldados israelenses no Campo de Refugiados de Jenin. Os oficiais confundiram sua arma de brinquedo com uma arma de verdade e atiraram na criança. Algumas horas após o ataque, o garoto não resistiu aos ferimentos na cabeça e no peito.

O pai do menino teve de tomar uma difícil decisão: os órgãos de Ahmad poderiam salvar a vida de diversas crianças. E não seriam crianças quaisquer, mas sim jovens israelenses. Ismail deu permissão para que os médicos removessem o coração, fígado, os pulmões e rins de seu filho. Muitos o criticaram por doar os órgãos de Ahmad ao inimigo, que salvaram a vida de seis pessoas.

Neste filme, o diretor Marcus Vetter reconstrói os eventos e documenta a jornada de Ismail Khatib para conhecer três das seis crianças cujas vidas foram salvas pelos órgãos de seu filho, Ahmad.

Não sei se vão reprisar o documentário mais uma vez. Torço para que alguém - ou a própria GNT - disponibilize o vídeo na internet. É uma lição de desprendimento, sabedoria, altruísmo. Tudo o que as religiões e seus fiéis/fanáticos pregam, mas nem sempre praticam.

2 comentários:

james emanuel disse...

Nada parece mais distante das práticas das religiões majoritárias que "desprendimento, sabedoria e altruísmo", né mesmo?

*

Carol Rocha disse...

Concordo com você, James. Por isso também o documentário é sensacional. Mostra que toda generalização é burra, como já dizia Nelson Rodrigues. Se tiver oportunidade, assista. Beijo e feliz 2010!!!