sábado, 23 de janeiro de 2010

Universal é condenada a devolver carro doado por fiel

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF) decidiu que a Igreja Universal do Reino de Deus terá de devolver um automóvel doado por uma fiel em troca da promessa de 'mudança de vida'. A mulher, que tem situação financeira precária, é mãe de uma criança portadora de necessidades especiais e o carro era seu único bem. De acordo com o processo, ela também tem histórico recente de violência doméstica. Como a promessa de melhoria da saúde não foi cumprida, a fiel pediu o cancelamento da doação. Na primeira instância, o juiz concluiu que “a autora é uma pessoa dotada de uma simplicidade e ingenuidade condizente com seu status econômico e educacional” e determinou a devolução do carro. Segundo o artigo 1.175 do Código Civil, é ‘nula a doação de todos os bens, sem reserva de parte, ou renda suficiente para a subsistência do doador'. A Universal entrou com recurso, alegando que a mulher, na época, tinha outro bem. Como não conseguiu comprovar o argumento, o tribunal negou o recurso da igreja e manteve a decisão da primeira instância. Não cabe mais recurso. Procurada pela reportagem (por mim), a Igreja Universal preferiu não comentar o assunto.


O pior é saber que, mesmo depois de ser condenada a devolver o veículo, a Universal recorreu, alegando que a tal fiel tinha mais bens. Ora, ora, ora. Ganância pouca é bobagem.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Grupo Sombrero de Teatro traz o espetáculo Grito!

Reestréia do espetáculo Grito!, do Grupo Sombrero de Teatro. A peça é uma adaptação de três obras fundamentais de Plínio Marcos (Querô - Uma reportagem maldita, O Abajur Lilás e Navalha na Carne).

Sinopse
Querô, um menor abandonado, luta, a seu modo, para livrar-se de um destino de miséria e de injustiças que lhe impõe uma sociedade "cega" para seus filhos e suas atitudes. Constrói-se, então, um universo repleto de seres em busca de um pouco de afeto, de amor, de dignidade e - por que não? - de humanidade, no qual muitas histórias de dor, de sofrimento, apontam, livres de qualquer julgamento, as inúmeras facetas e potências do espírito humano, característica primordial da obra grandiosa de um dos maiores dramaturgos brasileiros e do mundo. Neste espetáculo, morte e vida, desespero e esperança, agressividade e delicadeza se tocam, comungam, caminham lado a lado, demonstrando que, por mais que a alma humana, uma e outra vez, tangencie um desses sentimentos, o ser humano é complexo, dono de desejos puros e espurcos, às vezes, incompreensíveis. Ademais do "grito" de angústia e de liberdade social que se eleva das personagens, há o "grito" íntimo, secreto, que identifica cada alma, numa anelante busca de si mesma.

Ficha Técnica

Textos: Plínio Marcos
Adaptação, Direção e Concepção Artística: Sérgio Milagre
Co-Direção: Zaqueu Machado
Supervisão Geral: Nilton Travesso
Preparação Corporal / Teatro-Dança Butoh: Sérgio Milagre
Preparação Vocal: Flávia Cruzatto
Produção Executiva: Laila Pas e Daniela Persan
Assessoria de Imprensa: Zaqueu Machado
Cenografia: Sérgio Milagre e Daniela Gomes
Sonoplastia: Sérgio Milagre
Figurinos: Daniela Gomes e Flávia Cruzatto
Visagismo e Maquiagem: Rogério Magalhães
Direção Musical: Ana Paula Ramos e Maria Fernanda Poli

Elenco / Personagens:

Aline Oliveira Leninha
Cristiane Oliveira Ju
Daniela Gomes Prostituta
Daniela Persan Leda
Denise Jordão Prostituta
Dorival Barreiros Capanga
Flávia Cruzatto Neusa Sueli / Cantora
Guilherme Nulius Delegado / Capanga
Laila Pas Célia
Leonardo Bizerra Tainha / Capanga
Lucas Faria Querô
Maicon Cunha Capanga
Marcos Paschoal Repórter I
Marcelo Finato Repórter II / Capanga
Marcelo Piramo Capanga
Marcelo Nascimento Veludo
Sérgio Mathias Nelsão
Sérgio Milagre Giro
Sergio Valentim Osvaldo
Zaqueu Machado Sarará

AGENDA:

GRITO!

Local: Oficina de Atores Nilton Travesso – Teatro Irene Ravache
Rua Capote Valente, 667 – Pinheiros
(11) 3088-1258 / (11) 3081-5493 / www.niltontravesso.com.br
Temporada: de 13 de março a 13 de junho de 2010
Horários: sábados – às 21h e domingos – às 19h30
Valor de ingresso: R$ 30,00
Horário da bilheteria: sábado a partir das 19h30 e, domingo, das 18h
Descontos para terceira idade e estudantes: 50% (“meia”)
Estacionamento conveniado: Hotel Mercury – Rua Capote Valente, n.o 500

Sobre o Grupo Sombrero de Teatro

O Grupo Sombrero de Teatro, da Cooperativa Paulista de Teatro, sob a direção de Sérgio Milagre, montou, em 2007, Lamento por Ignacio Sánchez Mejías (monólogo), baseado em texto homônimo de Federico García Lorca. Homens de papel, de Plínio Marcos, também de 2007, é a segunda montagem do grupo; Grito!, a terceira.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

A entrevista

Entrevista de emprego é quase sempre igual - e eu, quase sempre, não estou preparada para ela. Ah! É bom esclarecer que entrevista é diferente de seleção, teste, dinâmica etc. Entrevista é aquele tete-a-tete no qual rolam perguntas meio esquisitas para as quais eu nunca tive resposta pronta.
Exemplo de hoje: "me dê dois motivos para te contratar e um para não te contratar."
O que responder? "Me contrate porque eu estou com as contas atrasadas e preciso de um emprego urgente!"?? Nem sempre dá para ser tão sincera...
E se disser que me acho competente, inteligente, responsável, honesta etc etc etc, talvez pareça um merchã barato. Dúvida cruel.
Mas, pior que isso, é saber a resposta das outras perguntas e dar branco na hora. E voltar para casa com a cabeça fervendo. E passar a semana com vontade de voltar lá para re-responder.
Nunca tive aptidão para vendas. Muito menos quando a "mercadoria" sou eu.

ATUALIZAÇÃO: acho que o editor ficou com curioso com tanto "não sei" que quis me conhecer melhor. Fui contratada por 30 dias.